segunda-feira, 11 de maio de 2009

O amor...

Gosto de falar sobre o amor
Gosto de pensar nas suas particularidades
e de como ele acontece de forma diferente para cada um...

Quantas conversas
Quantas discussões e até brigas não tiveram o amor como pauta central?

Não posso (e não tente você) comparar o amor com nada!
O amor é tão único quanto é particular...
(isso faz um sentido absurdo pra mim!)

Muitas pessoas querem defini-lo ou colocá-lo em padrões!
No amor não existe padrões...
Não existe composição correta...
O amor é assim...
e por ser assim pode ser tão (mal) interpretado!

Quanto a mim...
Não tenho a pretenção de definir o amor
Não porque ache que não seria capaz
Mas, porque assim fazendo
estaria limitando Aquele que o criou!!

Um comentário:

frutuoso disse...

Paula do céu! Tentei comentar antes, mas deu erro... Mas hoje, sem chance de passar em branco.

Esse texto é ótimo se não perfeito. Olha... não tinha visto algo tão sincero sobre o amor. Você tocou na ferida!

Lindo seu modo de ver as coisas. Parabéns menina, está escrevendo muitoOoOoOo!

BEIJOS!